Como vender mais: 7 dicas para impulsionar seu negócio

vender mais
7 minutos para ler

Em tempos de alta concorrência, cada pequeno empreendedor precisa fazer o seu melhor para conquistar o público e se destacar no mercado. E um dos métodos mais comuns é começar a cortar os preços, oferecendo mais e mais descontos, até o ponto em que os lucros são mínimos e você cobra abaixo do valor de mercado. Isso ajuda a vender mais, mas não a sustentar a empresa, e pode levá-la a falência.

Felizmente, existem algumas opções para quem está com dificuldade para se destacar dos concorrentes, mas não quer começar uma miniguerra de preços. É possível conseguir mais prospects, fechar mais negócios e elevar sua rentabilidade sem ter que cortar o valor de seus produtos e serviços. Basta saber quais estratégias utilizar.

E para você ter mais sucesso, listamos aqui algumas dicas que vão ajudar a vender mais e impulsionar seus negócios. Confira.

1. Estruture sua abordagem de vendas

Conseguir envolver o público alvo e levá-lo ao interesse pela compra é uma arte que pode ser planejada e estruturada. Normalmente o vendedor B2B acredita que seu papel é apresentar o produto mas na verdade é entender o consumidor e levantar seus interesses, a ponto de ter condições de destacar como seu produto pode ser efetivamente útil. Dessa forma, ter uma abordagem de vendas que vá além de simplesmente apresentar o produto mas que estabeleça uma conexão de valor é uma tarefa fundamental para impulsionar as vendas.

Um bom contato de vendas, uma primeira visita que desperte o interesse do prospect, uma conversa que destaque como o produto se encaixa na solução das demandas do cliente é muito importante. Cada interação da empresa com o possível cliente gera custos e deve trazer retornos relevantes. Muitas empresa não se preocupam em criar um bom discurso, estruturar a conversa do vendedor, ou definir como envolver e levantar as dores do cliente, e com isso traz deficiência para o processo de vendas e acumula muitos contatos sem resultados.

2. Personalize seus produtos e serviços

Hoje em dia, a qualidade do produto ou o preço não são os fatores que mais pesam na decisão de compra dos seus clientes. Exclusividade e individualidade quase sempre têm um efeito bem mais expressivo para quem deseja vender mais. Se você puder oferecer algum produto ou serviço individualizado para seu público, logo verá o interesse dele crescer.

A forma como você vai personalizar o serviço dependerá do tipo de produto que você oferece. Um bom ponto de partida é permitir combinações de certos serviços, de modo que o pedido final seja exatamente o que seu cliente deseja, sem excessos ou faltas. Se você produz as próprias mercadorias, como roupas e acessórios, então vale a pena tornar cada peça única, mesmo que de forma sutil.

3. Invista na experiência de compra do seu público

Outro fator que pesa muito para conseguir aumentar suas vendas é a forma como o cliente percebe a experiência de compra. Mesmo que uma oferta seja muito promissora, um comprador não vai atrás dela a menos que ele perceba o valor que ela oferece. E você tem muitas oportunidades para alterar a percepção dos seus leads.

A criação de promoções regulares é um bom primeiro passo. Durante a época de ofertas, fica claro para o público que eles estão conseguindo um bom preço pelo produto. Há muitas outras coisas que afetam a experiência de compra, como a qualidade do atendimento, prova social etc. Ao encontrar essas variáveis e melhorar essa experiência, você aumenta drasticamente a satisfação do seu público.

4. Use vendas cruzadas

O termo vem do inglês cross selling, sendo uma ótima técnica de venda para empresas que oferecem múltiplos produtos. Basicamente, ela ocorre quando você tenta convencer o cliente a fazer a compra de outro produto relacionado ao produto principal, como uma bebida que vem junto com a pizza ou um condicionador que vem junto com o shampoo.

A ideia é que, como as duas mercadorias andam quase sempre lado a lado, o simples fato de o lead estar procurando uma já aumenta suas chances de comprar a segunda. Se você souber como oferecer os produtos para venda cruzada na hora certa, logo verá esses ganhos se acumularem.

5. Faça um bom trabalho de pós-venda

Ao contrário do que muitos acreditam, o trabalho da empresa com o cliente não acaba depois que o negócio é fechado e sua demanda é atendida. Pelo contrário, há muito que pode ser feito no período pós-venda, tanto para ajudar na atração de novos clientes quanto para fidelizar o seu público atual.

Com as técnicas certas, o pós-venda ajuda a diminuir a duração do ciclo de vendas, fazendo com que novas vendas e atendimentos sejam fechados mais rápido. Além disso, clientes fidelizados tendem a retornar com mais frequência, exigem menos investimento para fechar vendas e também podem atuar como evangelizadores da sua marca.

6. Busque um público mais qualificado

Um público bem preparado, que sabe o que busca desde o primeiro momento, é bem mais fácil de atender. Porém é pouco provável que você tenha recebido muitos desses em sua empresa. Felizmente, você pode torná-los um pouco menos incomuns se fizer o próprio trabalho de nutrição de qualificação dos seus leads.

E o que isso significa? Basicamente, que você transmite conhecimento ao público, seja na forma de texto, vídeos ou vendas consultivas. A ideia é que você transmita ao lead informação suficiente para compreender o próprio problema, reconhecer seu produto ou serviço como a solução e tomar uma decisão de compra com mais segurança. O marketing de conteúdo é uma das melhores vias para esse tipo de ação.

7. Teste, avalie e adapte sua estratégia

Por fim, mas não menos importante, você precisa confirmar se conseguiu vender mais com seus investimentos e estratégias. Afinal, sem um feedback objetivo será bem mais difícil concluir se está tudo dando certo ou apontar o que pode ser feito para melhorar a situação. Nesse contexto, você vai precisar de métricas para avaliar e testar suas estratégias.

Primeiro, você deve encontrar um indicador de performance, um número que melhor reflita os resultados obtidos. Rentabilidade e número de vendas são úteis, mas não cabem em todo contexto.

A partir desses indicadores, você deve avaliar quais atitudes geram melhores resultados e comparar diferentes estratégias. Assim, você entenderá melhor o que afeta seu desempenho e como aprimorar suas vendas.

Agora que você entende como vender mais sem ter que cortar seu preço, é hora de colocar algumas dessas atitudes em prática. O segredo é acompanhar seu desenvolvimento e tentar inovar em seu setor.

E se quiser se aprimorar ainda mais para fechar vendas, aproveite para entender como negociar com maestria e aumente suas opções na hora de falar com o cliente.

Você também pode gostar

Deixe um comentário