TOP 6 fatores fundamentais para uma boa gestão de operações

gestão de operações
6 minutos para ler

Alcançar bons resultados em uma empresa depende de uma série de fatores. Ultimamente, a gestão de operações tem se mostrado cada vez mais eficiente como uma excelente solução para garantir bons resultados para a gestão de negócios e empresas. Mas afinal, você sabe do que se trata e o que fazer para implementá-la de forma correta?

Essa prática é responsável por realizar estudos dos mecanismos sobre decisão e função das operações da gestão de um negócio. Dessa forma, os gestores são responsáveis por fornecer bens e serviços nas empresas, tomando decisões sobre as operações e os meios para a transformação.

Ao longo deste texto, explicaremos 6 fatores em que você deve ficar atento para implementar uma gestão de operações eficaz. Acompanhe!

Confira 6 fatores fundamentais para uma boa gestão de operações

1. Qualidade nos processos e no produto final

Sem dúvida alguma, um dos principais objetivos que a gestão de operações precisa proporcionar à empresa é o aumento da qualidade no serviço ou no produto final oferecido pelo negócio. Isso porque de nada adianta realizar muitas vendas se houver um grande índice de insatisfação e pedidos de ressarcimento, não é mesmo?

Antes de abordar essa questão, é necessário destacar o que é um processo e como ele é importante para o produto final. Dessa forma, pode ser definido como uma ação continuada, que tem como objetivo atingir certo objetivo. Por exemplo, em uma produção de café, um dos processos é o torramento do grão. Para que o café seja de qualidade, é necessário que esse processo, assim como os outros, seja feito de forma eficiente.

É preciso destacar que a qualidade não vai apenas até o ato da venda, mas se prolonga a um período posterior. Por isso, deve ser preparado e oferecido ao cliente um suporte para que eventuais problemas sejam resolvidos, assim como eventuais dúvidas respondidas. Além disso, esses canais de comunicação devem servir como um meio para o cliente dar o seu feedback sobre a experiência com a empresa.

2. Velocidade entre produção e entrega

Há um velho ditado popular que diz “tempo é dinheiro”. Essa expressão é muito importante para estabelecer a importância do tempo nos resultados do lucro de uma empresa, especialmente quando falamos do tempo em que um produto ou serviço é produzido e entregue ao seu destinatário final.

Dessa forma, devem ser adotados procedimentos que acelerem os processos entre essas etapas, a fim de garantir maior agilidade entre produção e entrega. Entre as alternativas, podemos citar a digitalização das etapas dos processos em um sistema em que todos os funcionários responsáveis tenham acesso.

3. Confiabilidade de entrega

Esse fator abrange uma série de processos sobre como o produto ou serviço será produzido, desde a sua concepção inicial até a entrega final. Isto é, quais serão os equipamentos necessários, assim como as instalações. Para o êxito dessa etapa, é necessário mapear as operações e as interações interdepartamentais, além do ganho na operação e nos resultados.

4. Suporte automatizado

É fundamental colocar o cliente sempre em primeiro lugar, independentemente se o seu negócio é pequeno, grande ou médio. Uma das formas de garantir isso é oferecendo a ele um suporte eficaz, uma vez que o público tem ficado cada vez mais exigente em relação a essa questão.

A lista de cobranças para atingir o sucesso é extensa e só sai na frente a organização que oferece um bom desempenho de qualidade aliado a um prazo enxuto. Dessa forma, as empresas devem estar preparadas para o receber, separar e visualizar as demandas apontadas pelos clientes em uma única ferramenta, como o CRM.

Dessa forma, é importante que os responsáveis pelas etapas e operações pensem em como podem garantir a entrega da expectativa do serviço e do produto ao cliente. Também devem prestar o suporte necessário para resolver o problema do consumidor, junto a uma metodologia capaz de criar soluções para a melhoria nas operações.

5. Gestão dos colaboradores

Antigamente, empresas, indústrias e negócios de maneira geral tinham chefes que comandavam seus colaboradores de forma vertical, impondo ordens e pouco ouvindo sobre as necessidades e os anseios de quem estava abaixo hierarquicamente.

Entretanto, conforme o tempo foi passando, notou-se que os funcionários apresentavam melhores resultados quando eram ouvidos e se sentiam parte do time. Com isso, áreas da administração e da gestão de empresas foram incorporando medidas para melhorar a gestão dos colaboradores.

O gestor precisa lidar com expectativas da organização e dos funcionários, assim como com a cultura da empresa, alinhando todas essas condicionantes. Por isso, é fundamental que sejam monitorados os desempenhos de cada colaborador e os setores no que diz respeito às métricas de qualidade e aos indicadores estabelecidos pela instituição.

Dessa forma, para as empresas, apostar na gestão de colaboradores permite que os responsáveis pela etapa façam uma análise completa do quadro de pessoal e coloquem em práticas medidas que têm como objetivo melhorar a produtividade, evitando que os índices corporativos caiam.

6. Adequação ao sistema e flexibilidade

É necessário que os funcionários se adequem ao sistema, isto é, à sua metodologia e tecnologia, além de oferecer certa flexibilidade, tanto na implementação dos processos quanto no momento em que as ações já estiverem acontecendo.

Isso diminui o tempo de adaptação dos colaboradores às novas ferramentas, instrumentos, metodologias e softwares e dá a possibilidade de que eles escolham aqueles que mais tem facilidade de manusear.

Por outro lado, é importante oferecer meios para que os funcionários conheçam e aprendam a usar as ferramentas disponíveis. Uma boa forma de fazer isso é oferecendo cursos, treinamentos e manuais de aprendizado aos colaboradores, a fim de colocá-los em consonância com a gestão de processos.

Como destacamos no texto, a gestão de operações é um conjuntos de atividades muito importante para garantir maior eficiência dentro de uma empresa ou negócio. Para que ela seja implementada de forma satisfatória, é necessário se ater a uma série de questões

. Vale ressaltar que esse procedimento não deve ser encarado como um custo, mas sim como um procedimento capaz de aumentar a eficiência e a produtividade da empresa.

Ao longo deste artigo, listamos os principais fatores para uma gestão de processos eficiente. Siga-os e terá sucesso quanto a essa questão e, assim, aumentará a lucratividade e a produtividade na sua empresa!

Agora que você já sabe quais são os 6 fatores fundamentais para uma boa gestão de operações, que tal nos seguir nas redes sociais e receber mais conteúdos como este na sua timeline? Acompanhe o nosso Facebook!

Você também pode gostar

Deixe um comentário