Por que e quando criar um plano de expansão para minha empresa?

plano de expansão
7 minutos para ler

Todo empreendedor deseja a consolidação e crescimento do seu empreendimento. Contudo, para ampliar o negócio é necessário elaborar um plano de expansão detalhado e efetivo, com o objetivo de atender um maior número de clientes e, por consequência, aumentar os lucros.

É preciso, antes de tudo, analisar o momento ideal para realizar a expansão, que deve ser fundamentada em pilares muito bem instaurados. Além disso, é necessário contar com um time capacitado, processos claros e produtos de qualidade.

Sem esses cuidados, o crescimento da empresa não se sustentará em médio e longo prazo, o que pode levá-la até mesmo a sua liquidação total. Para que isso não ocorra, elaboramos este post apresentando os motivos e o momento mais adequado de criar um plano de expansão para sua companhia. Acompanhe!

O que é expansão empresarial?

O ponto máximo de crescimento de um negócio é definido no planejamento estratégico. Quando ele é atingido e o empreendedor deseja encontrar novas opções para gerar lucros, chega o momento de elaborar o plano de expansão empresarial.

Esse processo inclui ações como a oferta de novos produtos e/ou serviços, a ampliação de alcance geográfico, a adição de franqueados, a introdução em novos mercados e a fusão ou aquisição de outro empreendimento.

Em outras palavras, a expansão é adotada quando a corporação chega ao ponto em que deseja mais crescimento. Buscando, portanto, ampliar o objetivo para atingir novos clientes, mercados e tecnologias.

Quais as vantagens da expansão empresarial?

Uma das principais vantagens da expansão empresarial consiste em poder aproveitar a economia de escala. Ou seja, quanto maior é a corporação, mais ela obtém descontos e melhores condições de crédito comprando em escala.

Da mesma forma, um volume maior de negócios promove uma lucratividade melhor, o que consiste em outra grande vantagem. Além do mais, expandir o empreendimento por meio de novos produtos, serviços e mercados, reduz, significativamente, as influências externas.

Assim, se uma parte do negócio for comprometida por mudanças no cenário, concorrência ou avanços tecnológicos, outros fluxos de renda poderão ajudar a organização a se manter sustentável.

Quais as principais estratégias de expansão?

As principais estratégias ocorrem de duas formas: expansão orgânica ou expansão por fusão ou aquisição de outra companhia. Entenda: 

Expansão orgânica

A expansão orgânica pode acontecer das seguintes maneiras:

  • aumento do mix de produtos e serviços;
  • penetração de novos mercados;
  • desenvolvimento de novos canais de vendas; e
  • ampliação de tipos de clientes atendidos.

Expansão por fusão ou aquisição

A expansão por fusão ou aquisição de outra organização é uma estratégia que pode alavancar os negócios, colocando-o em outro patamar. Contudo, nessa situação diversos fatores precisam ser analisados, e o mais importante é perceber se há coesão entre as companhias, e se os seus valores se equivalem.

Tanto a expansão por fusão e aquisição quanto a expansão orgânica devem ser realizadas levando em conta uma análise minuciosa de instrumentos contábeis, como o Demonstrativo de Fluxo de Caixa (DFC) e o Demonstrativo de Resultados de Exercício (DRE).

Assim sendo, a participação de um profissional de controladoria é fundamental e indispensável.

Quais pontos devem ser analisados na expansão?

Para expandir um negócio de forma segura e eficiente, o primeiro passo é analisar pontos importantes que embasarão a viabilidade do projeto e a elaboração do plano de expansão empresarial. No entanto, algumas questões importantes precisam ser respondidas.

Esse é o melhor momento para se fazer a expansão empresarial?

A resposta a essa pergunta precisa ter como base um olhar claro e objetivo sobre o atual modelo de negócio, uma avaliação crítica sobre recebimentos e despesas de todas as áreas, além de uma análise da concorrência.

Também é imprescindível avaliar balanços financeiros e econômicos, carga tributária, entre outros dados. Caso a expansão empresarial seja realmente o caminho a seguir, tais informações serão necessárias para recorrer a investimentos.

A projeção de cenários também é recomendada. Por meio dela são estabelecidas estratégias considerando um contexto futuro, onde são detectados aspectos que podem impulsionar o negócio para obter vantagens competitivas.

Qual será o custo da expansão empresarial?

A expansão empresarial também demanda capital. Por isso, para expandir um negócio é preciso prever todos os custos necessários. Para tanto, deve-se obter estimativas de gastos correspondentes à locação de espaço físico, contratação de mão de obra, estoque, ou seja, uma previsão das despesas operacionais.

Nesse ponto entram também as despesas de capitais, que envolve todos os custos referentes à aquisição de equipamentos e instalações essenciais para o processo de expansão.

Ela ainda exige uma análise mais completa da viabilidade dos investimentos operacionais, por meio de diversos indicadores como ROI, IBC, VPL, VPLa, TIR, Payback e Ponto de Fisher. Por fim, é importante realizar uma avaliação de risco de mercado.

Quais serão as melhores fontes de financiamento?

Aqui, é preciso avaliar e decidir se a empresa utilizará capital próprio ou de terceiros. Caso escolha fazer por capital de terceiros, a possibilidade de opções de financiamento é bastante ampla, porém como não existe receita pronta para a escolha da melhor alteranativa, é preciso realizar uma análise minuciosa.

Respondida essas questões as conclusões devem ser documentadas no plano de expansão para que as ações não se percam no caminho.

Qual o momento mais adequado para pensar na expansão?

O momento de ampliação dos negócios precisa ser bem pensado para que tudo ocorra da melhor maneira possível. A empresa tem de estar estabilizada e dispor de um bom nível de reservas, capaz de oferecer condições favoráveis para que a expansão seja efetiva e monitorada adequadamente.

É necessário definir qual o momento certo de crescer, pois começar um processo na hora errada pode comprometer tudo o que já foi conquistado. Portanto, considere alguns aspectos extremamente importantes, como:

  • avaliar a demanda atual de clientes;
  • estudar as oportunidades e ameaças do mercado;
  • conferir a capacidade de estoque;
  • ter a mão de obra necessária;
  • ampliar o espaço físico;
  • controlar o fluxo de caixa;
  • levantar reservas para imprevistos;
  • alinhar a liderança da organização;
  • contar com um bom software de gestão.

Elaborar um plano de expansão sustentável envolve inúmeras etapas, desde a análise da demanda de clientes até a implementação de tecnologias eficazes. Todavia, se tudo for planejado e executado com qualidade e eficiência o objetivo desejado será alcançado com muito mais rapidez. Se você deseja expandir o seu negócio, mas não sabe por onde começar, o ideal é contar com ajuda profissional especializada para orientar as melhores práticas que levarão sua empresa a outro patamar.

Para isso, entre em contato agora mesmo com a gente. Dispomos de profissionais capacitados, que ajudarão a encontrar as melhores soluções para o seu empreendimento!

Você também pode gostar

Deixe um comentário