Gamificação nas empresas: quais são os benefícios para os negócios?

gestão de tempo
6 minutos para ler

Nos últimos anos, as empresas têm focado cada vez menos em ampliar seu tempo efetivo de trabalho e mais em tornar cada momento o mais produtivo possível. Isso tudo sem comprometer a saúde física e mental de seus colaboradores. Diante disso, várias técnicas têm ganhado bastante força, especialmente a gamificação nas empresas. E ela certamente pode contribuir com a sua.

Gamificar é, essencialmente, utilizar aspectos de jogos para tornar alguma atividade mais acessível e engajadora. Se você já passou horas jogando cartas com seus amigos ou em algum jogo eletrônico sem nem perceber, deve entender como alguns desses aspectos podem prender sua atenção.

Quer entender melhor como a gamificação pode beneficiar seu negócio e como ela pode ser aplicada? Então, acompanhe!

Principais benefícios da gamificação nas empresas

Para muitas pessoas, pode parecer estranho usar jogos, ou aspectos de jogos, para melhorar o desempenho dos colaboradores no dia a dia. Porém, seus resultados já são amplamente comprovados. Veja aqui alguns exemplos.

1.  Facilitar o aprendizado

Jogos são estruturados de forma a ensinar seus jogadores, começando com tarefas fáceis e ampliando a dificuldade à medida que eles obtêm sucesso. O mesmo princípio pode ser aplicado às tarefas do dia a dia em uma empresa. Quando um colaborador novo chega, por exemplo, ele precisa de tempo, instrução e feedback para se adaptar ao novo trabalho.

Com alguns recursos, como um bom planejamento de atividades e feedback imediato, será bem mais fácil para os colaboradores absorverem conteúdos importantes e desenvolverem as habilidades de que precisam.

2.  Elevar o engajamento dos colaboradores

Mais uma vez, se você já passou um dia inteiro jogando sem se dar conta, sabe muito bem como os jogos podem ser atividades engajadoras. E muitos de seus aspectos podem ser usados para trazer o mesmo efeito para atividades cotidianas ou treinamentos internos.

Se for aplicada do jeito certo, a gamificação nas empresas faz com que sua equipe fique muito mais atenta e envolvida em qualquer tarefa, seja no aprendizado de uma nova ferramenta ou em outras atividades comuns de trabalho. Com o tempo, isso eleva a produtividade de toda a equipe.

3.  Integrar a equipe como um todo

Uma das principais dificuldades ao chegar em um novo ambiente é fazer com que as pessoas se aproximem. Isso acontece especialmente em um espaço de trabalho, onde cada um possui diversas responsabilidades com as quais precisa lidar todos os dias. A gamificação, nesse caso, ajuda a criar essa oportunidade.

Promover atividades em conjunto, como jogos de tabuleiro, cartas ou mesmo eletrônicos, são boas formas de aproximar os membros de uma equipe. Além de ser uma atividade lúdica, sem a mesma pressão da rotina de trabalho, ela também é uma oportunidade para que todos conversem e se conheçam melhor.

4.  Gerar um ambiente de trabalho mais dinâmico

Jogos que envolvem mais de uma pessoa quase sempre produzem alguns efeitos bem característicos em seus participantes. Por exemplo, todos tendem a falar mais, serem mais participativos e procurar soluções por conta própria. E muitos desses comportamentos tendem a ser transferidos para o dia a dia de trabalho.

O resultado aqui é um ambiente mais dinâmico e animado, com pessoas se comunicando e trocando feedback mais facilmente. Tudo isso contribui bastante com o desempenho geral do negócio e com a qualidade de vida dos colaboradores ao longo do tempo.

5.  Promover mais oportunidades de aprimoramento

Competições saudáveis são uma das ações fundamentais de todo o processo de gamificação. O objetivo dessas disputas não é provocar discórdia – muito pelo contrário. Elas servem para aproximar as pessoas e dar a cada uma mais oportunidades de fazer uma autoavaliação e se aprimorar.

Se você utilizar critérios objetivos para mensurar o desempenho da sua equipe, então pode deixar bem claro como foram os resultados obtidos. E com alguma avaliação, é possível identificar o que precisa ser corrigido para que os colaboradores alcancem o desempenho desejado.

Como implementar a gamificação nas empresas?

Como você já viu, a gamificação tem vários efeitos positivos e também pode ser aplicada de várias formas diferentes, de acordo com seu objetivo e seu contexto. Veja aqui alguns exemplos e suas principais aplicações.

1.  Jogos de tabuleiro

Os jogos de tabuleiro são ferramentas milenares, tanto para o entretenimento quanto para ensinar lições importantes. Tanto que, mesmo hoje em dia, ainda é fácil encontrar pelo menos um ou dois em qualquer casa. E muitos deles têm aplicações em dinâmicas de grupo e treinamentos.

Jogos de tabuleiro mais avançados (chamados de “Board Games” pelos entusiastas) utilizam regras mais complexas e envolventes, produzindo uma experiência bem diferente. Eles exigem diversas habilidades, como imaginação, lógica matemática, comunicação, entre outras, sendo um ótimo exercício ou teste.

2.  Jogos de interpretação

Os Role Playing Games, ou “Jogos de Interpretação de Papéis”, é outra atividade bem comum hoje em dia. Como o nome diz, são jogos em que os participantes interpretam um personagem em uma história, de forma similar ao teatro de improviso. A ideia é colocar os participantes em situações diferentes de sua realidade e fazê-los pensar de forma diferente do normal. Além, claro, de dar uma oportunidade para que todos se soltem e ajam de forma que não seria comum num ambiente de trabalho.

3.  Múltiplas metas

Uma forma de aplicar a gamificação nas empresas diretamente no trabalho é por meio da subdivisão de metas. Algo que jogos fazem com muita frequência é criar pequenas conquistas que levam a um objetivo maior. Dessa forma, é possível acompanhar o progresso ao longo do tempo. Além disso, é comprovado que uma sucessão de metas menores, ao invés de uma meta distante, estimula a produtividade no dia a dia.

4.  Programas de incentivo

Em muitos setores, especialmente na gamificação em vendas, é comum encontrar programas de incentivo ao desempenho, oferecendo recompensas aos profissionais que atingirem metas mais elevadas. Isso faz com que o benefício final seja resultado do seu esforço total. É o mesmo princípio que leva alguém a jogar “só mais um pouco” para completar outro nível em um jogo eletrônico.

Agora que você entende melhor a gamificação nas empresas, é hora de aplicá-la em seu negócio e aproveitar seus benefícios. Use a imaginação e você encontrará várias oportunidades para usar os jogos como ferramenta de engajamento para elevar a produtividade.

Falando nisso, se quer mais dicas para aprimorar seus negócios, veja também estas 7 estratégias para aumentar seu lucro e comece a aplicá-las o quanto antes.

Você também pode gostar

Deixe um comentário