Empreendedorismo e inovação: o que aprender com Steve Jobs e a Apple?

empreendedorismo e inovação
7 minutos para ler

Steve Jobs foi muito mais do que o criador da Apple. Esse fenômeno, também é um dos maiores nomes do empreendedorismo e inovação no mundo, pois apresentou uma empresa diferenciada e apta que, inclusive, está nos primeiros lugares do ranking em tecnologia.

Steven Paul Jobs nasceu em 1955, na Califórnia, Estados Unidos, e desde menino sempre foi muito introspectivo e com postura de liderança. Com isso, ao fundar a Apple aprendeu como é importante utilizar o empreendedorismo e a inovação para o desenvolvimento efetivo de uma empresa.

Uma pequena empresa pode alegar “ah, mas eles são grandes e têm dinheiro, é fácil inovar e empreender”, no entanto a Apple é assim desde sempre e estamos falando mais de uma postura, um mindset, do que de ações. Ou seja, qualquer pequena empresa pode pensar e agir como a Apple.

Dessa forma, apresentaremos neste post as principais lições para se inspirar com o visionário Steve Jobs. Continue a leitura e confira!

Quais as principais lições para aprender com Steve Jobs?

Inúmeras são as lições para aprender com o grande fundador da Apple. Veja as principais a seguir.

Você não precisa ser o primeiro, mas sim o melhor

Vale ressaltar que Jobs não foi o criador dos computadores ou mp3 e nem dos smartphones. O que ele fez foi aperfeiçoar minunciosamente cada um desses apetrechos, transformando-os em alguns dos melhores produtos da linha tecnológica existentes no mercado global.

Mas veja bem, Jobs sempre perseguia o que era melhor para o consumidor/usuário. A alma da Apple está presente nos produtos e significa uma entrega muito valorizada por quem compra.

“Picasso tinha um ditado que afirmava que artistas bons copiam e grandes artistas roubam. E nós nunca sentimos vergonha de roubar grandes ideias. Tudo se resume a tentar se expor às melhores coisas que os seres humanos fizeram e, depois, tentar trazer essas coisas para o que você está fazendo.”

Simplificando o que foi dito, a Apple foi justamente uma empresa que se preocupou em dar notoriedade ao marketing, bem como à simplicidade dos detalhes. Utilizou desses fins para se diferenciar no mercado amplo existente.

O resultado de toda essa aplicabilidade e eficiência é a confiança que o cliente tem, visto que obtém uma experiência diferenciada e de alta performance e qualidade. Com isso, aderir a essa dica é imprescindível para o sucesso do seu negócio.

Antecipe o futuro

Como se poderia imaginar que a invenção do iPod substituiria inúmeras outras formas de escutar músicas? Ou ainda, o iPhone, que deixou outros aparelhos de celulares obsoletos no mercado tecnológico existente.

Assim, nota-se que Apple dominou o mercado de músicas digitais e impulsionou, de forma significativa, a indústria de telefonia móvel com a introdução dos seus aparelhos inovadores. Devido ao seu perfil revolucionário, ele soube antecipar as tendências que serviriam para o futuro.

Jobs citou Wayne Gretzky, famoso jogador profissional de hóquei, para ilustrar uma das suas belíssimas frases: “eu patino para onde o disco vai estar, não para onde ele esteve”.

Isso significa que apostar nas tendências e inovações tecnológicas garantirá ao seu empreendimento, grandes chances de otimizar o seu negócio.

Enfrente os obstáculos como oportunidades

No momento inicial da fundação da Apple, Steve Jobs e o seu sócio Wozniak ficaram sem capital para dar continuidade à empresa. Todavia, esse fator não motivou que eles colocassem um fim no projeto. Pelo contrário, venderam alguns dos seus assessórios para arrecadar dinheiro.

No entanto, também em função de baixa nas vendas, Jobs foi demitido da Apple em 1984. O acontecimento abalou o empreendedor significativamente, mas não foi motivo para que ele desistisse de tudo. Pois, durante um bom período afastado, fundou a NeXT e auxiliou a Pixar a fazer o seu primeiro filme de animação 3D, o Toy Story.

Anos depois, em 2005, o Steve foi diagnosticado com câncer no pâncreas e, já ciente do seu estado, fez um discurso durante uma formatura na Universidade de Stanford, falando da morte como um fator que é “provavelmente a melhor invenção da vida, pois elimina o velho para abrir caminho para o novo”.

Mesmo sabendo da sua situação, nada o impediu de continuar prosseguindo no empreendedorismo e sempre buscando inovações. Assim, Steve Jobs lançou dois dos maiores e melhores meios tecnológicos da Apple: o iPhone e o iPad.

Concluindo esse pensamento, para que possa servir de incentivo para a sua empresa, com o fato de levar os obstáculos, que surgem ao longo da caminhada, como oportunidade de fazer do seu trabalho melhor e eficiente, as surpresas que aparecerem servirão apenas para se mostrar ainda mais forte e sólido no empreendimento.

Aprenda com os outros

Se matemáticos precisam aprender com as teorias e experiências de outros profissionais da área, um empreendedor também deve buscar os estudos de outros empresários que obtiveram sucesso no seu ramo.

Por isso, assim como os empresários do mercado atual têm muito que aprender com as metodologias e experiências de Steve Jobs, o fundador da Apple seguia também muitos outros exemplos do mundo empreendedor. Posto isso, não seria tão viável alcançar o nome e o sucesso da Apple sem buscar nenhuma experiência e aprendizado.

Jobs era adepto às invenções de Henry Ford (Ford motor), Thomas Edison (GE) e Edwin Land (Polaroid). Com Ford, ele aprendeu inúmeros fatos, entre os quais, como entregar inovações para toda a massa. Com Edison, aprendeu a importância do papel da inovação para o desenvolvimento de uma empresa. Já com Edwin Land, viu que a inovação desenfreada pode causar a falência do seu empreendimento.

Utilizando cada etapa como aprendizado, foi possível aprender a não repetir os erros que acometeram a sua empresa, visando o progresso e a otimização do negócio. Fator crucial para as companhias atuais aderirem, objetivando sempre aprender com as experiências dos grandes exemplos.

Tenha foco

Steve Jobs retornou à administração da Apple em 1997, e ao analisar como estava o andamento da empresa, verificou que estavam produzindo muitas versões de Macintosh e diversos computadores. Ao presenciar isso, ele ordenou que parassem com a produção excessiva.

O que o empreendedor fez foi colocar o seu empreendimento em ordem, diminuindo o número, mas aperfeiçoando na elaboração de cada invenção, livrando a empresa de um futuro colapso.

“Decidir o que não fazer é tão importante quanto decidir o que fazer. Isso serve para empresas e para produtos também.”

O foco no necessário era algo que Jobs mais priorizava. Ele se afastava de todo o tipo de distração. Assim, somada a sua visão de oferecer o mundo tecnológico e o fácil acesso à informação, será para sempre gravado e lembrado como um ícone do empreendedorismo e da inovação.

Portanto, é necessário manter a sua empresa alinhada as suas metas, tendo sempre foco nas atividades diárias e estando sempre apto às novas oportunidades que o mercado global oferece.

O que Steve Jobs ensinou aos empreendedores?

Steve Jobs deixou ensinamentos imprescindíveis para o progresso de qualquer empresa, como a busca pela constante inovação, fazer sempre o seu melhor, não desistir jamais dos seus negócios, ainda que ocorra desvios, e investir no aperfeiçoamento de cada setor.

Enfim, aderir a essas dicas de empreendedorismo e inovação é de suma importância para o progresso efetivo do seu empreendimento, usando essas experiências como forma de aprendizado.

Gostou do nosso post?

Você também pode gostar

Deixe um comentário