Aprenda a Posicionar a Sua Empresa Como a Melhor do Mercado

7 minutos para ler

Se antes de toda essa crise que vem massacrando o mercado brasileiro já era preciso pensar e planejar o posicionamento de empresa e como ela é apresentada e percebida pelo mercado consumidor, hoje em dia isso é primordial.

De acordo com o Sebrae, 85% das novas empresas fecham antes de completar 5 anos, e grande parte desse problema é causado pela falta de estratégia e posicionamento de empresa no mercado.

Nós sabemos que é importante investir um tempo nisso, e evitar qualquer dor de cabeça futura, por isso preparamos um material que vai te ajudar nessa etapa.

É só continuar a leitura!

O QUE É POSICIONAMENTO DE EMPRESA NO MERCADO?

“Mostre para o seu público-alvo qual é a diferença entre você e os seus competidores”

(Phillip Kotler)

Conforme Al Ries e Jack Trout, criadores do conceito em 1982, “posicionamento não é o que se faz com o produto, mas sim o que se faz com a mente dos clientes potenciais”.

Sendo assim, ele se refere à maneira como a empresa quer ser percebida pelo público-alvo ao qual ela se direciona.

Mas não se preocupe porque, embora pareça complicado, é mais simples do parece.

Basta seguir a fórmula:

A primeira etapa no passo a passo para o desenvolvimento de uma estratégica de posicionamento de empresa é determinar a Segmentação, ou seja, qual nicho de mercado você quer atingir.

Aqui é importante se atentar ao fato de que o argumento de “atingir todos os públicos” só cai bem no papel, porque na prática ele mal se sustenta.

Toda empresa de sucesso tem um público específico e muito delimitado.

Não se esqueça disso!

A segunda etapa é a Diferenciação, e é nesse momento que se vai usar tudo o que você pesquisou sobre a concorrência e sobre a mente do consumidor.

Agora é hora de unir tudo o que já existe no mercado e as necessidades e desejos do consumidor, e buscar se diferenciar dos concorrentes ao oferecer algo que o as pessoas querem e que nenhuma empresa pensou ou tem.

Mas não se preocupe, porque há uma variedade de possibilidades de diferenciação, como preço, qualidade, durabilidade, valor agregado, design, entre outros, e você pode escolher quais se adequam mais ao perfil da sua empresa.

POR QUE SE PREOCUPAR COM O POSICIONAMENTO DE EMPRESA É IMPORTANTE?

“Há apenas uma estratégia vencedora: definir cuidadosamente o mercado alvo e levar uma oferta superior a esse mercado”

(Phillip Kotler)

 

Se a sua empresa não tem definido quem quer atingir, que garantias você tem que ela vai vender o produto ou serviço que oferece?

Como você espera ter resultados se está atirando para todos os lados e no escuro?

O posicionamento de empresa tem alto grau de importância.

Não é à toa que, normalmente, é o primeiro passo a ser tomado para se abrir um negócio.

É claro que é possível se reposicionar “já com o bonde andando”, mas é preciso muito cuidado, além de fazer as alterações de forma gradativa, para que isso dê certo.

Se você tiver em mente que o posicionamento de mercado é o que permite à empresa se tornar visível e identificável, fica fácil entender a sua importância, pois é através disso que o consumidor vai se identificar com a sua marca, desejar o seu produto ou precisar do seu serviço.

COMO CRIAR A SUA ESTRATÉGIA

Talvez você esteja se perguntando, agora que já se convenceu do porquê a sua empresa deverá ser posicionada no mercado, como fazer isso, certo?

Pois eu vou fazer um passo a passo pautado em uma empresa fictícia, para você poder acompanhar e aplicar no seu negócio.

  • Empresa: SonhoMeu Pijamas Ltda
  • Segmentação: é possível escolher dentro de qual categoria a sua empresa de encaixa e, a partir disso, definir o seu público alvo.
  • Segmentação geográfica (região do país, estado, cidade, bairro, etc);
  • Segmentação demográfica (idade, classe social, sexo, profissão, raça, etc);
  • Segmentação psicográfica (estilo de vida, personalidade e valores – veganos, fitness, plus size, etc);
  • Segmentação comportamental (grau de lealdade à marca, frequência de consumo do produto/serviço, etc).

 

No caso da SonhoMeu Pijamas, a empresa optou pela seguinte segmentação:

  • Demográfica: entre 16 e 30 anos;
  • Psicográfica: plus size;
  • Comportamental: consumidores que buscam pijamas com estampas divertidas (sem “cara de pijama”) e confortáveis.

 

  • Diferenciação: agora é o momento de decidir qual a estratégia em que a sua empresa vai se diferenciar das demais. Esse é um momento para pensar com bastante cuidado e não agir por impulso, para que a sua empresa consiga crescer, gerando receitas, e não andar para trás.
  • Importância (oferece benefícios ao consumidor);
  • Superioridade (ser a melhor marca, que vende o produto ou serviço, do mercado);
  • Exclusividade (grau de lealdade à marca, frequência de consumo do produto/serviço, etc);
  • Acessibilidade (manter um preço que o consumidor possa pagar);
  • Qualidade (ter um elevado nível de qualidade no produto ou serviço);
  • Inovação (estar sempre em busca de novidades e sempre à frente das outras marcas e concorrentes).

 

No caso da Sonhomeu Pijamas, a empresa optou pelas seguintes diferenciações:

  • Importância: porque agrega um valor ao consumidor que se sente acolhido e representado pela marca que fabrica pijamas descolados para os tamanhos plus size;
  • Acessibilidade: Oferece produtos com preços menores, porque o consumidor plus size quer poder comprar variedade também, e não quer pagar um preço altíssimo por isso só porque é um produto plus size (como muitas marcas fazem);

 

Viu como não é difícil?

Mas também é preciso deixar claro que essa é a base da estratégica de posicionamento, e que a partir disso há desdobramentos que também precisam ser estudados e definidos, tais como a persona, que é a personificação do seu público-alvo, e o que vai ajudar muito a sua empresa a visualizar quem é o seu consumidor.

É a partir da persona que você poderá, por exemplo, desenvolver ações de marketing digital e marketing de conteúdo, pois para atingir a pessoa certa, é preciso primeiro saber que ela é.

TRÊS CASES DE SUCESSO E UMA HISTÓRIA QUE FOI PARAR EMBAIXO DO TAPETE

  • Coca-Cola: a marca de bebida mais valiosa do mundo se reposicionou há algum tempo atrás, unificando as marcas de bebidas Coca-Cola Regular, Light, Diet, Zero e Life sob a mesma campanha, apelando para consumidores mais jovens com comerciais que invocam momentos alegres e descontraídos, aliados a uma Coca-Cola gelada.

 

  • Apple: famosa pelo Iphone, Ipad e agora Apple Watch, hoje ela talvez não fosse essa gigante da tecnologia se não tivesse se reposicionado lá atrás, como uma marca de produtos tecnológicos diferenciados, inovadores e descolados.

 

  • Amazon: a gigante do e-commerce, só chegou onde está hoje porque se posicionou no segmento de mercado comportamental, ou seja, voltado para cultivar clientes fiéis, colocando-os em primeiro lugar e garantindo excelência no atendimento. 
  • Kodak: a marca era líder no mercado fotográfico mas, por um mal passo dos gestores, ao invés de se reposicionar e investir na fotografia digital, para cuja máquina ela já detinha patente, a empresa acabou ignorando a nova tecnologia e perdeu mercado para empresas como a Canon e Nikon, que apostaram nas máquinas digitais e se reposicionaram para esse novo mercado.

posicionamento de empresa

Você também pode gostar

Deixe um comentário