28 Passos De Como Fazer Sua Empresa Crescer Em 2018 – Guia Completo

8 minutos para ler

Nossa! Será que não existe uma regra de ouro que substitua todos os passos de como fazer uma empresa crescer?

Se houvesse essa possibilidade, não estaríamos falando de crescimento, mas sim de alguma ação promocional ou de uma iniciativa de vendas que gere resultados pontuais imediatos (como uma nova parceria de canal de vendas ou iniciá-las em uma nova área).

Ainda que essas atividades específicas funcionem como uma injeção de ânimo, elas não preparam a empresa para a jornada de crescimento.

Claro que a empresa cresce com essas ações pontuais e aumenta o faturamento, mas não há garantia de que vá continuar crescendo, então fique atento, pois é importante pensar de forma ampla.

Quando uma empresa cresce, significa que diversos ajustes foram bem feitos.

Não é um elemento ou outro que traz esse resultado, e também não é uma única ação bem-feita que salva a empresa, mas sim um conjunto bem orquestrado de atividades que caminham no rumo certo e são bem alinhadas com o ambiente de mercado, ou seja, o tema é complexo.

Mesmo falando de 28 passos, provavelmente algum especialista olhará essa lista e sentirá falta de itens. É isso mesmo. Nesta lista estão os 28 passos de como fazer uma empresa crescer, estruturados de forma macro, estratégica e que envolve diversas áreas e competências.

Outro aspecto é que esses passos estão consolidados em cinco grandes temas, que também serão explicados.

Como Fazer Uma Empresa Crescer – Veja os cinco grandes temas que consolidam os 28 passos:

  • CAPACIDADE DE EVOLUIR, PENSAR E AGIR MELHOR;
  • SER “MARKETING ORIENTED” E BUSCAR A MÁXIMA SATISFAÇÃO DO SEU PÚBLICO;
  • A EMPRESA É UM CORPO INTEGRADO;
  • DEFINIR A ESTRATÉGIA PARA AUMENTAR AS VENDAS;
  • ORQUESTRAR A OPERAÇÃO.

Segue abaixo o detalhamento dos temas:

Capacidade de evoluir, pensar e agir melhor

Não são muitas as empresas que efetivamente querem evoluir e que desafiam seu “status quo”, mas se você quer crescer é fundamental se propor a evoluir, pois isso trará um foco de melhorarias e, potencialmente, elevar a qualidade do que é entregue ao mercado.

Quem não tem esse olhar, provavelmente não se preocupa muito com uma reclamação de clientes ou com os diferenciais que a concorrência possui, e essa desatenção tende a diminuir o valor da empresa aos olhos dos consumidores.

Ser “Marketing Oriented” e buscar a máxima satisfação do seu público

Por mais que os empreendedores e gestores digam que trabalham para o público-alvo e o conhece bem, poucas vezes isso é realizado de forma satisfatória, já que não é fácil atender a esse requisito, uma vez que não é utilizando somente um único elemento para se conseguir a satisfação dos consumidores ou a conquista de novos clientes.

O princípio básico é analisar com muito cuidado quem compra; porque compra; qual a importância, o papel e o uso do produto; e como esse consumo/compra sofre influência do mercado (contexto de convívio).  

Conquiste o desejo do consumidor por seu produto e mereça que ele veja valor e importância na sua marca. Lembre-se que a competição é acirrada e que quem manda é o consumidor.

A WORKING BETTER desenvolveu uma forma de analisar se a sua empresa ou produto atrai o desejo e tem valor aos olhos do consumidor. A partir da análise desses dois elementos,  define-se o perigo que a empresa está correndo, de acordo com a percepção do mercado.

Acesse o pdf explicativo desse modelo e a planilha para analisar o “desejômetro” e o “valorômetro” da sua empresa.

como fazer uma empresa crescer

como fazer uma empresa crescer

como fazer uma empresa crescer

Para entender mais, sugerimos o conteúdo completo que está no modelo prático de gestão – plano de marketing.

A empresa é um corpo integrado

Não é novidade dizer que a empresa é um conjunto de engrenagens que funcionam interligadas.

O que eu percebo, é que falta muito no mercado a visão clara de que todas essas engrenagens trabalham para conquistar e manter clientes satisfeitos, que compram sempre e aceitam boa margem de lucro.

Desde o porteiro até o presidente, deve-se prevalecer como lei máxima a frase dita pelos vencedores do Prêmio Nobel de Economia de 1972, John R. Hicks e Kenneth J. Arrow:

“Quem mantém os empregos e sustenta os salários não são os empresários e governantes, mas sim os consumidores”

Esse princípio deveria impactar na estratégia, no planejamento, na composição dos produtos e até na forma de remuneração, definindo a meritocracia. Nenhuma empresa está no mercado apenas para vender algo, mas sim para lucrar a curto e longo prazo, ao entregar valor e satisfação para o consumidor.

O lucro está diretamente relacionado com a importância que sua marca tem para o consumidor, e o quanto ela é melhor e diferente, em comparação às demais alternativas. Além disso, o lucro também é um indicador do empenho integrado de que todos os colaboradores estão percorrendo o caminho certo.

Definir a estratégia para aumentar as vendas

A estratégia define de que forma você caminha até o objetivo, saindo de determinada situação.

Para pensar em estratégia, parte-se da premissa de que foi realizado um diagnóstico e uma boa definição dos objetivos. A empresa tem diversas alternativas para uma estratégia de crescimento, otimizando seus pontos forte e se preparando para aproveitar bem as oportunidades de mercado.

Nesse momento podem-se buscar as inovações, aproveitar as tendências e não ficar restrito à essência ou função principal do produto, considerando todas as necessidades do consumidor no processo de decisão, compra e uso.

A empresa também pode extrapolar a definição da estratégia para um pensamento ainda mais amplo, que é a definição ou evolução do seu plano de negócios, tornando a empresa mais competitiva, inclusive em momentos de crise.

Orquestrar a operação

Essa etapa é bem ampla e, em resumo, já definimos qual valor entregar, como ser melhor que os concorrentes, quais caminhos usaremos para crescer, além de termos integrado todos os colaboradores na mesma missão.

Agora é necessário que seja feito o desenvolvimento de planos que conduzam ao crescimento e, muito importante também, definir como medir, para garantir que os objetivos e metas estão sendo perseguidos e alcançados, e como corrigir possíveis desvios.

Agora vamos abordar os diversos itens que merecem ser equacionados para fazer uma empresa crescer:

  • CAPACIDADE DE EVOLUIR, PENSAR E AGIR MELHOR
  1. Atuar com método, boas práticas, aprender, apreender com os funcionários, se questionar, se desenvolver, inovar, etc.
  • SER “MARKETING ORIENTED” E BUSCAR A MÁXIMA SATISFAÇÃO DO SEU PÚBLICO
  1. Princípio básico 1: vender algo para alguém;
  2. Princípio básico 2: o contexto de algo e alguém (macro e microambientes);
  3. “Desejômetro”, “Valorômetro” e “Perigômetro”;
  4. Querer entregar valor (diferenciais, posicionamento, proposta de valor, serviços agregados e cultura corporativa) para o consumidor e acima da concorrência;
  5. Conhecer muito bem o mercado, os influenciadores e os concorrentes. Esse conhecimento é fundamental para que os itens anteriores sejam bem analisados. Perceba que em muitos segmentos o consumidor mudou seu comportamento, há mais concorrências, o padrão de exigência e qualidade foi alterado, etc.
  • A EMPRESA É UM CORPO INTEGRADO
  1. Funcionário (principalmente em serviço);
  2. Processos evitam erros e traçam o caminho do sucesso;
  3. Treinamentos garantem os processos, valores, comportamentos e métodos, ou seja, ajudam a alcançar os objetivos;
  4. A entrega pode exigir várias interações e vários departamentos;
  5. Pense em todos os pontos de contato.
  6. Tenha uma boa gestão dos custos e perdas.
  • DEFINIR A ESTRATÉGIA PARA AUMENTAR AS VENDAS
  1. Abrir uma nova unidade (nacional ou internacional);
  2. Extensão de linha;
  3. Extensão de categoria;
  4. Produto novo;
  5. Extensão de mercados: geográfico;
  6. Extensão de mercados: novos segmentos da economia;
  7. Extensão de canal de vendas;
  8. “Upgrade”;
  9. Cross selling”;
  10. Serviços agregados;
  11. Ativação de nicho de clientes mais rentáveis (80/20) e com potencial de compra.
  • ORQUESTRAR A OPERAÇÃO
  1. Ter um bom plano de comunicação;
  2. Estruturar bem a equipe e os canais de vendas;
  3. Usar os métodos definidos no item 1, também em marketing, comunicação e vendas;
  4. Definir os KPIs;
  5. Acompanhar e evoluir a operação (PDCA).

E agora, ficou mais claro como fazer uma empresa crescer? Ou melhor: como fazer a SUA empresa crescer?

Espero que o artigo tenha lhe contribuído bons insights! Surgindo dúvidas é só deixar nos comentários abaixo.

Você também pode gostar

Deixe um comentário